Achei Hachi


Ontem assisti Hachi e lembrei-me do meu cão Akita, leal, curioso e lindo, chamado Hiroito. Quisera eu que ele tivesse vivido aqui na Holanda para passear livre, em vez de ter que se conformar e confinar em um quintal no Brasil.

Passeando um dia com meu irmão e seu cachorro, comentamos a situação desses fiéis amigos no Brasil, especialmente em São Luis. Não há lugares decentes em que o animal possa passear, não há espaços públicos apropriados e se andar pelas ruas ainda corre o risco de ser atropelado. Se para as pessoas essas condições são mínimas, imaginem para os animais. Que tristeza!

Esse choque cultural se torna mais profundo para mim que crio meu Bernese da Montanha aqui nos Países Baixos. A Holanda tem parques, praias e bosques próprios para os cachorros passearem. Há atividades para os animais e respeito no trânsito. Aqui há placas para avisar que patos podem atravessar a rua!!!

Mas existe um outro detalhe sobre ter um cão aqui na Holanda. Há que se pagar “hondenbelasting”, imposto de cachorro. E somente cachorro, não vale para gatos! Uma amiga holandesa me explicou a razão dessa taxa, que já existe há anos. Antigamente os cachorros eram animais de trabalho e, dessa forma, assim como hoje se paga impostos para o carro, continua-se a pagar impostos para o cão. Essa taxa gera anualmente mais de 1 milhão de euros de receita para as prefeituras locais.  

De qualquer maneira, com taxa ou sem taxa, um cão ainda é o mais compreensivo e fiel dos amigos que alguém pode ter. Se duvida assista Hachi e depois volte para comentar aqui!

Fernanda 

About daquiprai

I'm a writer in development (and I always be). Daqui Praí is a mix of thoughts and facts from my point of view to the world.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

4 Responses to Achei Hachi

  1. Alvarez says:

    Nanda,

    Lindo e interessante texto. Se eu tiver direito a uma nova reencarnação, quero voltar cachorro, talvez um labrador, e nascer na Holanda. Rssss

    Mas por aqui já pagamos esta taxa do cachorro, aliás, várias delas. E quem nos cobra dos trata “direitinho” como se fossemos cachorros.

    Já salvei o Blog em Meus Favoritos.

    Grande abraço

    Alvarez

  2. daquiprai says:

    Oi Alvarez,

    Fiel seguidor alvinegro dos meus textos… já ouvi antes essa história de querer ser cachorro na Holanda!!!

    Abraços,
    Nanda

  3. Fernando Meneses says:

    Oi Nanda.
    Por essas razões é que desisti de criar um cachorro aqui no Brasil, apesar da insistência da minha filha. Além do confinamento a que obrigado pelo risco de atropelamento, animais bem cuidados, principalmente os pequenos, tornam-se alvos fáceis dos ladrões, como o que aconteceu com o de um amigo. Lembro do seu Akita (Hiroito) e do pequeno salsichinha – acho que era esse o nome – perambulando pela sua casa. Que saudade daquele tempo. Um grande abraço. Fernando.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s